• Artista de rigor e sensibilidade únicos, Iberê Camargo é um dos grandes nomes da arte brasileira do século 20. Autor de uma obra extensa, que inclui pinturas, desenhos, guaches e gravuras, Iberê Camargo nasceu em Restinga Seca, interior do Rio Grande do Sul, Brasil, em 1914.

  • Começou a pintar em 1936, quando se mudou para Porto Alegre e conheceu Maria Coussirat Camargo, que três anos depois se tornaria sua esposa. Em 1942, ano de sua primeira exposição, o casal mudou-se para o Rio de Janeiro, onde viveu por 40 anos. Entre 1948 e 1950, Iberê viveu na Europa e estudou com De Chirico, Petrucci, Lhote, Leoni Augusto Rosa e Antonio Achille.

  • Iberê nunca se filiou a correntes ou movimentos, mas exerceu forte liderança no meio artístico e intelectual brasileiro. Dentre as diferentes facetas de sua vasta produção em desenho, gravura e pintura, o artista desenvolveu as conhecidas séries Carretéis, Ciclistas e As Idiotas, que marcaram sua trajetória.

  • Iberê Camargo faleceu em agosto de 1994, aos 79 anos, deixando um grande acervo de mais de 7 mil obras. Grande parte desta produção foi deixada a Maria, sua esposa e companheira inseparável, cuja coleção compõe hoje o Acervo da Fundação Iberê Camargo.

LINHA DO TEMPO

A trajetória de Iberê Camargo foi marcada por uma grande dedicação à arte. Veja sua cronologia e conheça alguns dos momentos mais importantes da vida do artista.

Navegue

GALERIA

Veja fotografias e registros de época que retratam diversos períodos da vida de Iberê Camargo.

VEJA MAIS

LIVROS

Quer saber mais sobre sobre a vida e a obra de Iberê Camargo? Conheça os livros sugeridos pela Fundação.

CONHEÇA